Sistel: Denúncia ao Comitê de Ética
(19/03/2021)

Cleomar

Um candidato ao Conselho Deliberativo da SISTEL fez uma afirmação de que outro candidato foi condenado criminalmente e que, portanto, não poderia assumir cargos nos Conselhos da Fundação Sistel.

Por ser uma denúncia grave e por ter sido interpelado por eleitores sobre o assunto, encaminhei expediente ao Comitê de Ética da Fundação Sistel para que o caso fosse esclarecido.

Se a afirmação de condenação for verdadeira, houve uma falha grave da Comissão Eleitoral, pois é exigência para a candidatura a apresentação de Se a afirmação de condenação for mentirosa quem a afirmou estaria utilizando-se de expediente antiético para denegrir a imagem de seu adversário direto no pleito, distorcendo fatos para se beneficiar na eleição através de algo inverídico e, pior ainda, denegrindo a imagem da Comissão Eleitoral.

certidões negativas criminais e essas não teriam sido apresentadas ou seriam falsas.

A pedido do Comitê de Ética enviei mais argumentações para que haja decisão a respeito da denúncia.

Assim que tiver uma resposta divulgarei para que os eleitores não fiquem em dúvida e votem com consciência.

  Perguntas e Respostas sobre a Ação da Cisão
   08.10.20
  FENAPAS envia carta à PREVIC
   03.09.20
  Sistel: Redel 202ª de 27/08/20
   29.08.20
  Sistel: Conselheiros enviaram Carta à PREVIC
   28.08.20
  Sistel: Superávit PBS-A de 2016
   28.08.20
  Sistel Mais Presente na sua casa
   27.08.20
  Reunião da FENAPAS com a SISTEL
   13.08.20
  Ação Judicial da FENAPAS
   08.08.20
  Conselheiro desinforma Sistelados
   05.08.20
  Sistel: Redel de 25/06/2020
   29.06.20

  voltar voltar





Gostou do conteúdo?
Indique para os
amigos.
Home | A Associação | Notícias | Convênios | Links úteis | Associe-se | Social | Programe-se | Fotos | Publicidade
Espaço Jurídico | Documentos | Jornal | Espaço do Associado | Saúde e Bem-estar | Contato
Copyright © Astelpar 2007 - Todos os direitos reservados